Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Portugal tem taxa de mortalidade reduzida em doenças evitáveis e tratáveis

por Mäyjo, em 24.01.20

Portugal apresenta uma taxa de mortalidade reduzida em doenças evitáveis e tratáveis. Esta é uma das conclusões do relatório sobre a Situação da Saúde na União Europeia 2019, elaborado pela OCDE e pelo Observatório Europeu de Políticas e Sistemas de Saúde.

O documento destaca a eficiência do Serviço Nacional de Saúde (SNS), assim como o facto de Portugal apresentar uma taxa de mortalidade mais baixa do que a média europeia, quando provocada por causas evitáveis e tratáveis, como o cancro do pulmão, doenças relacionadas com o álcool e acidentes vasculares cerebrais.

O relatório traça o perfil de saúde de 30 países (28 da União Europeia, Islândia e Noruega) destaca ainda indicadores como a Esperança Média de Vida dos portugueses, que atingiu, em 2017, os 81,6 anos, valor acima da média europeia.
No que diz respeito à vacinação, Portugal apresenta taxas de imunização em crianças contra a difteria, o tétano, a tosse convulsa e sarampo bastante acima do que é praticado nos restantes países da UE.

portugal-com-taxa-de-mortalidade-reduzida-estetosc

Também na área dos rastreios a doenças oncológicas Portugal encontra-se acima da média: quer para o cancro da mama (84% em Portugal contra 61% na UE) e para o cancro do colo do útero (71% em Portugal e 66% na média europeia).

O relatório destaca ainda evoluções positivas no âmbito do diagnóstico e tratamento de doenças oncológicas, registando-se, consequentemente, melhorias nas técnicas cirúrgicas, na radioterapia e na quimioterapia combinada.

 

Portugal também apresenta resultados positivos nas taxas de sobrevivência ao fim de cinco anos para alguns cancros tratáveis, estando, inclusivamente, acima da média da UE, sobretudo no que toca aos cancros da mama e da próstata.

 

PRINCIPAIS CONCLUSÕES DO RELATÓRIO SOBRE A SITUAÇÃO DA SAÚDE NA UE

O relatório de acompanhamento revela algumas das maiores tendências a nível da transformação dos sistemas de saúde dos 28 países da UE, Islândia e Noruega, que exigem reflexão junto das entidades responsáveis:

  • A hesitação em vacinar é uma ameaça para a saúde pública em toda a Europa. Nesse sentido, deve-se apostar num maior esclarecimento das populações e na luta contra a desinformação
  • A transformação digital deve ser adaptada à promoção da saúde e na prevenção de doenças, nomeadamente através da aposta em unidades e equipas de saúde móvel
  • Ainda são muitos os europeus que não têm qualquer acesso a cuidados de saúde
  • Deve haver maior cooperação europeia ao nível da partilha de conhecimentos e ações sobre medicamentos, nomeadamente terapias e estabelecer preços acessíveis

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:11

Como aumentar a concentração durante o estudo: 6 estratégias de sucesso

por Mäyjo, em 10.01.20

Várias situações podem influenciar a produtividade do aluno.

Mas é possível aumentar a concentração durante o estudo, lê o texto e encontrarás algumas sugestões.

Imagem1.png

Como aumentar a concentração durante o estudo pode, por vezes, ser uma tarefa atribulada para alguns alunos. Todas as etapas escolares são exigentes para o aluno e é importante que comeces a desenvolver as tuas próprias estratégias para adquirires bons hábitos de estudo.

 

Quando entra no pré-escolar a criança inicia formalmente a sua trajetória. Aqui os educadores têm um papel importante na estimulação da aprendizagem facilitando que a criança construa o seu próprio conhecimento de uma forma lúdica.

 

Na entrada para o 1.º ciclo as tarefas começam a ser mais exigentes e, consequentemente, terá que haver maior concentração durante o estudo. Na escola secundária as atribuições de trabalho são feitas a curto prazo, uma semana no máximo e, desta maneira, os professores ajudam o estudante a distribuir o seu tempo de estudo adequadamente.

 

Na Universidade, o aluno passa a ser responsável por organizar o próprio estudo. Se não gerir adequadamente o seu tempo, corre o risco de não conseguir terminar as suas tarefas nos prazos estabelecidos.

 

Com isto deves estar a pensar na importância de adquirir bons hábitos de estudo. Então o que será preciso? Em primeiro lugar é importante conheceres-te a ti mesmo e, assim, será mais fácil responderes à pergunta de como aumentar a concentração durante o estudo.

 

A parte mais difícil de um plano de estudo é, muitas vezes, o começar. Nem sempre conseguimos motivar-nos o suficiente para começar e, por isso, adiamos constantemente.

Imagem2.png

Estas são algumas sugestões que te podem ajudar (1):

 

  • Tenta interessar-te pelo tema;
  • Estabelece objetivos claros e realistas;
  • Exclui distrações (telemóvel, tablets, etc.);
  • Varia a rotina dentro do bloco de estudo;
  • Sumariza com frequência;
  • Usa canetas, marcadores de cores diferentes para cada disciplina/cadeira;
  • Faz intervalos a cada 50/55 minutos;
  • Recompensa-te por estudar como planeado.

 

Se não tens motivação, mais cedo ou mais tarde ela surgirá. Por isso outra técnica que sugerimos é a seguinte (1,2):

 

Quando tens de estudar senta-te a uma mesa só com os materiais de estudo num local com iluminação. Mais cedo ou mais tarde vais começar a estudar porque não é permitido sair da cadeira nesse período de tempo.

 

 

NÃO TE APETECE ESTUDAR? O QUE FAZER?

Imagem3.png

Quando não consegues arranjar estratégias para te concentrares no estudo experimenta o seguinte:

 

Define um horário de trabalho durante a época de exames/testese cinge-te a ele. Faz de conta que estás a trabalhar, compromete-te e dedica esse tempo apenas à tua formação. Isto não significa que tenhas de passar 8 horas por dia a “marrar”, daí a importância de te conheceres bem. Estudas melhor ou és mais produtivo em que parte/hora do dia? Se já te conheces e sabes que, por exemplo, de manhã não vale a pena, não insistas. É tempo perdido e frustração ganha o que não ajuda a tua motivação/concentração;

 

Define um número de horas por dia e é esse número que decidires que será dedicado a atividades relacionadas com a tua formação. Isto inclui organizar capas de diferentes disciplinas: 

 colocar os materiais que os professores distribuíram nas aulas, 

 os teus apontamentos depois, 

 o material de leitura obrigatória e facultativa; 

conversar com colegas sobre a matériaprocurar materiais na internet ou sublinhar nas fotocópias onde estão as coisas mais importantes ou os títulos dos materiais da disciplina.

 

Uma dica importante é gostar do aspeto visual daquilo com que estás a trabalhar. Investe numas canetas novas, nuns marcadores, nuns cadernos que gostes, capas coloridas, etc.

 

 

Se estás com algum problema do foro emocional que está a ter implicações na tua capacidade de concentração durante o estudo e/ou esteja a interferir com os teus resultados escolares e não estejas a conseguir ultrapassar sozinho, pede ajuda a um profissional de saúde. Um Psicólogo pode ajudar-te nesse campo.

 

Fontes

  1. Martins H. (2009). Técnicas de estudo para pessoas irrequietas. Escola superior de Saúde Politécnico do Porto/Gabinete de Apoio ao Aluno.
  2. Zande B. et al., (2012). Lighting affects students’ concentration positively: Findings from three Dutch studies. Lighting Research and Technology.

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:07


Este blog disponibiliza informação com utilidade para quem se interessa por Geografia. Pode também ajudar alunos que por vezes andam por aí desesperados em vésperas de teste, e não só, sem saber o que fazer...

Mais sobre mim

foto do autor


Siga-nos no Facebook

Geografando no Facebook

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2020

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D